budismo

Budismo e a busca pelo aprimoramento Espiritual

budismo

Budismo

Para quem não sabe, o Budismo não é apenas uma religião, mas também uma filosofia de vida sustentada pelas mensagens de Siddhartha Gautama ou Sakyamuni, como também foi conhecido. O Budismo não tem intenção de converter ninguém, mas sim, iluminar através dos ensinamentos e experiências vividas, por isso, nessa religião/filosofia o intelecto e a sabedoria possuem destaque, pois através delas podemos adquirir a tão desejada paz interior.

Atualmente o Budismo se espalhou pelo mundo, algo muito importante já que ensina a cultivar o bem, não praticar o mal e fazer o bem para nossa própria mente, os caminhos seguros para alcançar o que chamam de Nirvana, um estado de realidade superior onde se encerra todos os ciclos de sofrimento, o qual só pode ser atingido pela prática da generosidade e compaixão, pelo desapego e pela destruição do carma negativo, para que não viemos a renascer novamente.

A moralidade budista é estruturada na preservação vital do comportamento comedido e, para alcançar tais pontos, é necessário adestrar a mente e se dedicar a disciplina moral, também conhecida como sila, a concentração meditativa, samadhi e a sabedoria, prajña. No Budismo não se cultua um Deus como nas demais religiões, nem mesmo lhe dá o poder de criar, julgar ou salvar, mas isso não quer dizer que não acreditem em seres extranaturais.

Sidarta era um príncipe do Nepal que, aos 29 anos, teve quatro visões que mudaram o rumo de sua vida: o envelhecimento, enfermidades e a morte, que mostrou o lado implacável da vida e os tormentos vividos pelo homem; com um eremita de semblante sereno que indicava o caminho da paz e, neste momento ele vê a fugacidade dos prazeres materiais, com isso, abandona todas suas posses e família e sai em busca de uma paz permanente.

Ao longo dos seis anos de isolamento e solidão, Sidarta, vivendo como eremita descobre que somente a prática do “caminho do meio”, poderia impedir a autoflagelação que apenas acaba com nossa inteligência e por consequência, atrasa nossos avanços morais. Aos trinta e cinco anos, em uma noite de lua cheia, Sidarta estava debaixo de uma árvore, naquele momento, sentiu algo pulsar em seu interior e, naquele instante lhe veio a compreensão da essência universal.

Os budistas chamam este momento de iluminação, no caso de Sidarta foi o momento que se tornou Buda, aquele que é iluminado, o desperto, não um deus ou algo parecido, mas apenas um homem que conquistou sua própria iluminação. E a partir deste momento, como Jesus, Buda caminhou junto de seus discípulos, ensinando e exemplificando seus ensinamentos. E durante quarenta e cinco anos, Buda dedicou-se aos ensinamentos de sua religião/filosofia até vir a falecer aos oitenta anos.

Buda foi responsável pela primeira ordem de monges do planeta, os ensinamentos que passava para seus seguidores condiziam com os próprios dons de cada individuo para seu aprimoramento espiritual. Buda nunca impôs sua experiência e muito menos uma fé cega, pelo contrário, ele incentivava a experiência pessoal de cada um, limitava-se a ensinar o caminho, mas deixando sempre à decisão para o caminhante: aprenda por você mesmo em seu caminho.

O primeiro concílio budista aconteceu após a morte de Buda que reuniu quinhentos membros, estes já estavam prontos para dar continuidade nos ensinamentos budista que também são conhecidos pela designação Dharma, já os discursos de Buda são conhecidos pelo nome Sutras. Houve um segundo concilio, séculos depois da morte de Buda em Vaishali, neste momento foram instituídas duas correntes importantes do budismo: Theravadins que se baseiam no Cânone Páli e os, Mahayanistas que adotaram os sutras originalmente publicados em sânscrito.

Abaixo alguns Vídeos especiais sobre o assunto:

 



 

Próximo Artigo: Yoga – A Busca pelo Equilíbrio entre Corpo e Mente

Voltar para Página Despertar da Consciência

Qualifique este Post
About The Author

Rubiano Oliveira

Sou o criador do Ser Livre que tem como objetivo levar de forma clara e direta informações sobre o Despertar da Consciência. Com o que aprendi e principalmente com minhas experiências em todo este processo do Despertar, me veio este Impulso em compartilhar este conhecimento com todos.

Leave A Response

* Denotes Required Field