como meditar

Como Meditar

como meditar
Aprendendo a meditar

Atualmente os dias parecem mais curtos, o tempo parece passar tão rápido que muitas vezes nos pegamos desejando que o dia tivesse mais algumas horas. Acontece com você? Provavelmente com milhares e milhares de pessoas. Isso é resultado da quantidade de afazeres que vamos juntando e também da velocidade das informações que nos bombardeiam o tempo inteiro.

Contudo, mesmo desejando que o dia tivesse mais horas, muitas vezes não percebemos, justamente pela correria a sobrecarga que vamos jogando sobre nossos ombros. Por isso, em determinados momentos, nos sentimos cansados, consumidos e até mesmo, infelizes pelo rumo de nossas vidas.

Isso acontece pelo fato de estarmos sempre correndo por uma razão e esquecendo dos cuidados básicos que precisamos ter conosco. Por exemplo, quando nos sentimos doentes, marcamos uma consulta para sabermos o que acontece de errado, entretanto, neste caso o nosso corpo nos avisa, algo que não acontece com nossa mente.

O tipo de cansaço mental está mais relacionado com o estresse, com a falta de esperança, com a tristeza, falta de paciência, tolerância, entre outros. Por isso é fundamental atentarmos para a nossa saúde mental, afinal de contas, não podemos esquecer que é ela que nos ajuda a movimentar e animar o nosso corpo e que também precisa de descanso.

 

As maravilhas da meditação

 

A meditação é um ótimo tratamento para nossas mentes. Isso não quer dizer que iremos parar de pensar, pelo contrário, os pensamentos virão, contudo, aprenderemos a controla-los de uma maneira sadia, coordenando cada pensamento em seu devido lugar, tendo consciência que, para chegarmos em algum lugar, é preciso chegar dando um passo após o outro.

Caso tenha interesse em SABER COMO MEDITAR, saiba que, devido a velocidade da informação e os avanços da internet, é possível encontrar um número infinito de dicas e formas, entretanto, nada melhor do que com um instrutor que saiba como conduzir a pessoa ao estado necessário para que surta efeitos.

Como por exemplo, digamos que você está iniciando os primeiros passos para a meditação, sua mente, por mais que você tente, insiste em pensar, em se incomodar com os sons que continuam ao seu redor. A pessoa, acaba desistindo por não se achar capaz de conseguir atingir o grau necessário de concentração. E isso está certo? Não.

A meditação não é algo que você lerá em um segundo e fará perfeitamente correto no próximo minuto, meditar é uma arte que se desenvolve, que se aprimora conforme vai exercendo, ou seja, não são as vestes que fazem um monge, mas sim sua postura. Por isso, saiba que, as primeiras vezes, realmente você sentirá uma certa dificuldade, mas com o passar do tempo, vai perceber que ficará mais fácil.

Lembre-se: a arte da meditação não é o segredo de limpar sua mente, mas sim de controlar seus pensamentos, de harmonizar seu corpo, de ouvi-lo e compreendê-lo como algo vivo. Por isso, os conselhos de um instrutor podem ser extremamente positivos para aqueles que não querem apenas começar como também trazer a meditação para seu dia-a-dia.

Vamos conhecer alguns pontos básicos para começarmos?

Primeiro passo: sente-se e procure uma posição que seja confortável, você não precisa sentar em posição de lótus, pode utilizar um banquinho ou até mesmo sentar-se sobre uma almofada, o mais importante é que você se sinta confortável em sua posição. Sentiu-se confortável na posição escolhida? Agora, imagine um fio dourado vindo do teto e alinhando suas costas, cabeça e pescoço, para isso, sente-se ereto.

Segundo passo: agora que encontrou sua posição, que imaginou o fio dourado. Vamos relaxar o corpo e para isso, você precisará fechar os olhos, agora, analise seu corpo, cada parte, desde os dedos do pé até o seu nariz, concentre-se em cada parte e de uma atenção especial para aquelas partes onde a tensão parece ter feito um ninho, ou seja, pescoço, ombros e etc.

Terceiro passo: Bom, você está relaxado e continua sentado, agora é o momento de aquietar-se. Fique em silêncio, mas tente prestar atenção na vida que continua seguindo seu rumo à sua volta, preste atenção e não tente mudar nada, apenas ouça, fique atento para cada som que indique que o mundo continua ao seu redor. Não esquente com o barulho, meditar não é sinônimo de parar de pensar, mas sim de relaxar.

Quarto passo: Respire de uma maneira diferente. Sabe como? Simples, tente sentir o ar passando por suas narinas, adentrando seus pulmões, respire profundamente, mas sem forçar, apenas respire. Estamos tão acostumados em respirar que muitas vezes não damos o verdadeiro valor a este ato aparentemente tão comum e essencial para nossa vida.

Quinto passo: Você sabe o que é mantra? Bom, ter um mantra é muito importante para quem se inicia no mundo da meditação e, caso seja seu caso, mantra nada mais é que uma frase repetida, claro, não como qualquer frase comum, mas uma que evoca energias positivas e vibracionais. Esses mantras podem ser tanto falados ou simplesmente pensados, até mesmo repetir: estou respirando, estou respirando possa lhe trazer ótimos resultados.

Sexto passo: acalmar a mente é importante, não deixe que pensamentos lhe distraiam a concentração, caso algum pensamento surgir, volte a prestar atenção na respiração e no mantra, com certeza conseguirá ordenar os pensamentos e coloca-los de lado, caso contrário, não se preocupe, terá dias que será mais simples e outros que será mais difícil, no entanto, como dito algumas linhas acima, com treino e perseverança, você pode aprender muito consigo mesmo.

Sétimo passo: Digamos que você conseguiu colocar os pensamentos de lado e que, aparentemente, você conseguiu meditar, agora, quando devemos terminar o processo de meditação? Será que existe uma quantidade de tempo perfeita? Sim, existe e pode variar entre cinco a dez minutos, dependendo da pessoa. Digamos, para um iniciante, cinco minutos é um bom início, mas você também pode optar pela contagem de suas respirações, algo que sempre lhe manterá conectado à ela.

Oitavo passo: quando julgar que fora tempo suficiente, comece a voltar, lentamente, vai prestando mais atenção aos sons ao seu redor, vai percebendo que você faz parte do mundo, que está no centro de seu próprio universo. Mexa os dedos das mãos, dos pés, braços pernas e abra os olhos, não se levante no próximo segundo, dê um tempo para sua mente regressar por completo.

Nono passo: de preferência para meditações breves, cinco minutos por dia será o suficiente para garantir uma vida mais significativa e com mais benefícios, para você ter uma ideia, meditar cinco minutos por dia, pode ser mais produtivo do que duas horas uma vez por semana. Neste caso, a prática nos leva a perfeição.

Isso tudo é claro, é uma forma simples de Meditação, que já funciona muito bem em Vários aspectos, e com certeza trará uma qualidade maior em sua vida.

Porém existe uma forma ainda mais poderosa de Meditação, que trabalha diretamente suas emoções, trazendo uma profunda Paz Interior.

Se quiser saber mais sobre ela, clique no link Abaixo para conhecer:

MEDITAÇÃO EMOCIONAL

 

ABAIXO SEGUE ALGUNS VÍDEOS INTERESSANTES SOBRE COMO MEDITAR:



 

Veja Também:

 Mantras para Meditar

Voltar para Meditação

Como Meditar
5 (100%) 2 votos
About The Author

Rubiano Oliveira

Sou o criador do Ser Livre que tem como objetivo levar de forma clara e direta informações sobre o Despertar da Consciência. Com o que aprendi e principalmente com minhas experiências em todo este processo do Despertar, me veio este Impulso em compartilhar este conhecimento com todos.

Leave A Response

* Denotes Required Field